Secretaria de Saúde de MG confirma que garoto indígena de Bertópolis morreu de raiva humana

Notícias da região

Secretaria de Saúde de MG confirma que garoto indígena de Bertópolis morreu de raiva humana

21:25 | 11 de abril

 

O adolescente indígena, que morava na zona rural de Bertópolis, no Vale do Mucuri, morreu por raiva humana.

A confirmação foi divulgada nesta segunda-feira (11) pela Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES/MG) após exames laboratoriais.  

Segundo familiares, Zelilton Maxacali, de 12 anos, havia sido mordido por um morcego cerca de 10 dias antes de ser internado    na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Teófilo Otoni , onde faleceu no dia 4 de abril.  

Há dez anos Minas Gerais não registrava um caso de raiva humana. O último foi na cidade de Rio Casca, na Zona da Mata, em 2012.

Segundo caso

Uma  menina indígena , também de 12 anos de idade, e moradora da mesma aldeia em Bertópolis, está internada no Hospital Infantil João Paulo II, em Belo Horizonte, com suspeita da doença. Ela foi hospitalizada no mesmo período do garoto , mas seu quadro de saúde é estável. Os resultados dos exames ainda não foram divulgados.

Após a notificação  a  SES adotou algumas medidas para controle da doença no município, entre elas a notificação dos casos confirmado e suspeito ao Ministério da Saúde e vacinação antirrábica de cães e gatos da localidade.

 

(Foto: Reprodução Agência Brasil)

 

 

 

Publicidade