Secretaria de Saúde confirma morte de dois vacinados contra febre amarela em Minas

Outras notícias

Secretaria de Saúde confirma morte de dois vacinados contra febre amarela em Minas

23:57 | 21 de junho

 

A Secretaria de Estado da Saúde de Minas Gerais confirmou a morte de dois vacinados contra a febre amarela em decorrência da doença no Estado. Outras 14 pessoas também adquiriram a doença, apesar de imunizadas. Os dados fazem parte do boletim divulgado nesta quinta-feira (21). 

Apesar da confirmação, a SES-MG reforça a eficácia da vacina. A orientação é que as pessoas não deixem de procurar os postos, uma vez que os 16 pacientes com histórico de vacinação prévia representam apenas 3% do total de casos. "A vacina tem mostrado altas taxas de segurança e efetividade na prevenção da população quanto à transmissão do vírus, sendo ainda a principal medida a ser adotada", informou a secretaria em nota.

Os 16 casos confirmados têm mediana de idade de 21 anos, sendo 68,7% dos casos (11) do sexo masculino e 31,2% (5) do sexo feminino. Quinze pessoas receberam uma dose da vacina e apenas uma recebeu duas doses.

Ainda conforme a publicação, neste segundo período de monitoramento da doença, que começou em julho de 2017 e termina no fim deste mês, foram registrados 528 casos de febre amarela em Minas Gerais, um aumento de 16,3% em relação ao período anterior (julho de 2016/junho de 2017). Do total de casos, 177 evoluíram para óbito. Outros 64 seguem em investigação.

Na pesquisa anterior realizada pela SES de julho de  2016 a junho de 2017,  475 casos confirmados da doença foram registrados no Estado. Destes, 162 evoluíram para óbito.

Perfil dos infectados 

Dos 528 casos confirmados, 454 (85,9%) são do sexo masculino e 74 (14,1%) do sexo feminino. Dentre os óbitos, 15 foram do sexo feminino, representando 8,5% do total. Já a média de idade das vítimas é de 48 anos. A letalidade por febre amarela no Estado, no período pesquisado, é de aproximadamente 33,5%. 

Vacinação

A cobertura vacinal acumulada de febre amarela em Minas Gerais está em torno de 95,16%. Ainda há uma estimativa de 691.450 pessoas não vacinadas contra a doença no Estado, especialmente na faixa etária de 15 a 59 anos de idade, que também foi a mais acometida pela epidemia de febre amarela silvestre ocorrida em 2017, segundo a SES- MG, .

Ainda conforme a pasta, o Estado ainda tem 16 Unidades Regionais de Saúde com cobertura vacinal menor que 95%, permanecendo ainda necessário a continuidade das ações de vacinação para garantir a homogeneidade da cobertura em todos os municípios, de acordo com a meta preconizada pelo Programa Nacional de Imunizações (PNI).

A idade mínima para a imunização contra a febre amarela é a partir dos nove meses de idade.

Fonte: SES-MG

 

 

Publicidade