Polícia Militar prende homem que matou amigo durante churrasco em Virgem da Lapa

Notícias da região

Polícia Militar prende homem que matou amigo durante churrasco em Virgem da Lapa

13:47 | 25 de março

O crime ocorreu por volta das 4 horas da madrugada, durante um churrasco que o lavrador oferecia  para um grupo de amigos,  na casa dele, na rua Sergipe, em Virgem da Lapa, no Vale do Jequitinhonha (MG).

 Pelo menos 7 testemunhas presenciaram o assasinato.

 De acordo com um rapaz que participava do churrasco, Mazinho Pereira era amigo do lavrador ,e foi convidado por ele para participar  da festa que começou por volta das 22h de sábado (23).

 “ Ele  chegou mostrando o revólver e durante o churrasco, ficou humilhando o Djalma, chamando-o de vagabundo e outros nomes”, disse uma testemunha.

Durante a festa, Mazinho discutiu com um outro rapaz, de 28 anos ,e acabou arremessando um copo  de vidro  contra ele. O rapaz ficou com o pescoço ferido.

 “ Ele atirou duas vezes contra este rapaz ,mas  os tiros mascaram “, contou um policial.

 Depois desta confusão, Djalma Campos, que era solteiro e morava sozinho, pediu que Mazinho saísse da casa dele.

No momento em que ele deixava a casa, Mazinho sacou a arma e atirou contra Djalma.

O tiro pegou no braço e resvalou até o coração do lavrador que morreu ao dar entrada no hospital da cidade.

Após atirar contra o amigo, Mazinho fugiu do local em uma moto Honda Tornado, 250.

Preso de cueca

Vizinhos avisaram à Polícia Militar que fez intenso rastreamento e localizou Mazinho dormindo de cueca, na casa de uma ex-namorada,  no povoado do Cansanção, a 18 km de Virgem da Lapa.

Ele não resistiu à prisão e confessou ter atirado no lavrador, mas disse que o tiro tinha sido para o alto. A moto que usou na fuga, foi apreendida. Ela estava nos fundos da casa.

Após a prisão, uma denúncia anônima avisou aos policiais que amigos e familiares de Mazinho planejavam resgatá-lo.

Uma viatura da Polícia Militar de Araçuai foi deslocada para dar cobertura aos policiais de Virgem da Lapa. A tentativa de resgate do preso não ocorreu.

Mazinho Lemes foi levado para a Delegacia de Polícia em Araçuaí, onde foi ouvido juntamente com testemunhas.

Em seguida ele foi encaminhado para o presídio Carlos Vitoriano,também em Araçuai,  onde ficará à disposição da Justiça.

Ficha suja

De acordo com a Polícia Militar, Mazinho Lemes é um homem temido pela sociedade do lugar e possui várias passagens.

Ele  responde a inquérito  por  desacato a autoridade, desodediência, ofensa a integridade das pessoas e  uso de dinheiro falso.

Segundo a Polícia, ele também é suspeito de traficar drogas na região.

 

Fonte: Gazeta de Araçuai 

 

Publicidade