Pé calibrado de Rafinha garante vitória do Cruzeiro

Esportes

Pé calibrado de Rafinha garante vitória do Cruzeiro

20:27 | 17 de fevereiro

 

Já tem se tornado habitual no Cruzeiro contar com o pé calibrado de Rafinha neste início de ano. Ontem, mais uma vez, o camisa 18 surgiu para fazer o gol que assegurou à Raposa a vitória magra sobre o Villa Nova por 1 a 0, no Mineirão, em confronto válido pela sétima rodada do Campeonato Mineiro. E como o meia-atacante tem jogado bola. Não à toa é o artilheiro do Estadual com cinco gols. Não foi o jogo mais vistoso da Raposa. O time teve algumas dificuldades de criação. No entanto, prevaleceu a qualidade técnica do elenco e do forte sistema defensivo, que segue com apenas um gol sofrido em 2018.

Líder do Mineiro, agora com 19 pontos, o Cruzeiro volta a campo no próximo sábado, quando encara o Boa, no Mineirão, às 16h30. O Villa vai buscar a recuperação no mesmo dia. Fora de casa, o Leão pega o Patrocinense, às 16h.

O jogo

O Cruzeiro poderia ter aberto o placar logo aos 6 min, quando Arrascaeta desviou um chute de Mancuello, mas a arbitragem assinalou impedimento. O Leão estava esperto. O time de Nova Lima não entrou em campo ocupando a terceira posição do Mineiro por acaso. Com um ataque bastante veloz, destaque para os baixinhos Dudu e Pinguim, o Leão chegou a exercer aquela pressão territorial, porém sem chances que realmente fizessem Fábio sujar seu uniforme. A Raposa, por sua vez, ainda tentava se acostumar com Mancuello completando o quarteto ofensivo com Arrascaeta, Rafinha e Fred.

O encaixe não foi totalmente perfeito. Inicialmente, o Cruzeiro foi muito ao ataque por meio do jogo aéreo. Manoel, com uma cabeçada após cruzamento de Edilson, mandou a bola no trave.

Em coletiva na semana, Rafinha havia afirmado que o grupo queria melhorar o aproveitamento ofensivo na etapa inicial. Dos 11 gols marcados até então em 2018, apenas três aconteceram nos primeiros 45 minutos. Curiosamente, coube ao próprio camisa 18 solucionar isso. Tudo começou com Egídio matando a bola com perfeição na defesa. Rafinha, que recebeu o lançamento do lateral, concluiu aos 29 min após tabela que envolveu Fred e Henrique no melhor estilo tiki-taka, Quinto gol do meia-atacante, artilheiro isolado do Campeonato Mineiro.

Na segunda etapa, Mano sacou Mancuello ainda no intervalo, promovendo a entrada de Robinho. O time até criou algumas chances, mas o jogo perdeu em intensidade. Destaque para o martírio de Fred que, substituído por Raniel, segue sem marcar no Mineirão. No finalzinho, a Raposa poderia ter feito o segundo, porém Renan se esticou para interceptar o chute de Robinho. (Superfc)

 

Publicidade