'Notícia de infração' do Atlético contra Mano e Léo seguem nas mãos da Procuradoria do TJD

Esportes

'Notícia de infração' do Atlético contra Mano e Léo seguem nas mãos da Procuradoria do TJD

00:45 | 07 de março

 

Passadas mais de 48 horas do clássico Atlético 0x1 Cruzeiro na nona rodada do Campeonato Mineiro, a 'notícia de infração' apresentada pelo Galo, acusando Mano Menezes e o zagueiro Léo de atitudes passivas de punição durante o jogo, segue sob análise antes de virar uma 'denúncia'.

O Atlético levou à Procuradoria do Tribunal de Justiça Desportiva de Minas Gerais essa reclamação contra atitudes do treinador celeste e do zagueiro da Raposa. Mano teria feito gestos indicando "roubo" da arbitragem. E Léo acertou Ricardo Oliveira com uma cotovelada na altura da nuca. 

Essa reclamação do Atlético precisa passar pela Procuradoria do TJD-MG que, se avaliar como procedente as petições alvinegras, irá transformá-las em denúncia ao Tribunal, que então leva a pauta à julgamento.

Hoje em Dia entrou em contato com a secretaria do TJD. A mesma informou que a notícia de infração do Galo ainda está nas mãos do Procurador-Geral do órgão, Dr. Charles Fernando Vieira da Silva. E que, apesar de não existir um prazo para Charles Vieira. 

Léo, pelo que se vê nas imagens, pode ser enquadrado no artigo Art. 254-A, do Código Brasileiro de Justiça Desportiva, que diz: "Praticar agressão física durante a partida, prova ou equivalente", com previsão de pena de quatro a doze partidas. 

Já Mano pode ser julgado pelo artigo Art. 258: "Assumir qualquer conduta contrária à disciplina ou à ética desportiva não tipificada pelas demais regras deste Código. II — desrespeitar os membros da equipe de arbitragem, ou reclamar desrespeitosamente contra suas decisões". Com previsão de pena de uma a seis partidas. (Hoje em Dia)

 

Publicidade