Febre amarela já matou 108 pessoas em Minas

Outras notícias

Febre amarela já matou 108 pessoas em Minas

01:02 | 07 de março

 

Minas já tem 320 casos confirmados de febre amarela desde o início do 2º período de monitoramento da doença (julho/2017 a junho/2018). Desses, 108 evoluíram para morte e 212 pessoas se recuperaram. Há ainda outros 624 casos em investigação. 

Do total de casos confirmados, 280 (87,5%) são do sexo masculino e 40 (12,5%) do sexo feminino. A idade média é de 48 anos. E a letalidade por febre amarela é de aproximadamente 33,8%.

Desde o último boletim, foram 12 novas mortes confirmadas. Há uma semana, a SES-MG contabilizou 96 óbitos em 264 confirmados; 168 pessoas se recuperaram. E outros 589 casos eram investigados.

Já no período de monitoramento 2016/2017, 475 casos foram confirmados, sendo que 162 evoluíram para óbito. 

Pacientes vacinados

Há registro de 11 pacientes com histórico de vacinação prévia e exame positivo para febre amarela. Esses pacientes permanecem em investigação para levantamento de informações clínicas e epidemiológicas fundamentais para conclusão dos casos. Todos receberam uma dose da vacina.

O Ministério da Saúde reforça que a eficácia da vacina contra febre amarela é de 95% a 98%, sendo considerada altamente eficaz e segura na prevenção da transmissão do vírus. Como medida adicional, para a população mais exposta à circulação do vírus, recomenda-se também a utilização de repelente.

De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde, o médico internado no Hospital Felício Rocho não é considerado vacinado contra a doença e não consta nos 11 casos de pessoas vacinadas que tiveram febre amarela. Ele teve a confirmação da doença, sendo que o provável local de infecção foi o município de Caeté, na Região Metropolitana de Belo Horizonte.

Cobertura vacinal

Atualmente, a cobertura vacinal acumulada de febre amarela em Minas Gerais está em torno 90%. Ainda há uma estimativa de 1.986.836 pessoas não vacinadas contra a febre amarela, especialmente na faixa-etária de 15 a 59 anos de idade, que também foi a mais acometida pela epidemia de febre amarela silvestre ocorrida em 2017.

Entre os 853 municípios do Estado, 25,44% (217) deles não alcançaram 80% de cobertura vacinal; outros 34,47% (294) dos municípios têm entre 80% e 94,9% de seus moradores vacinados; com mais de 95% de cobertura estão 40,09% (342) das cidades mineiras com recomendação de vacina. (Hoje em Dia)

 

Publicidade