Cruzeiro marca três no primeiro tempo e derrota a URT no Mineirão

Esportes

Cruzeiro marca três no primeiro tempo e derrota a URT no Mineirão

23:49 | 07 de março

 

"No dia que for possível à mulher amar-se em sua força e não em sua fraqueza; não para fugir de si mesma, mas para se encontrar; não para se renunciar, mas para se afirmar, nesse dia então o amor tornar-se-á para ela, como para o homem, fonte de vida e não perigo mortal". O trecho do livro "Todos os homens são mortais", da téorica e filósofa francesa Simone de Beauvoir, se adequa a um dia histórico para um espaço sempre apontado como masculino. Em presença maciça e superior, as mulheres foram as estrelas no Mineirão na noite de ontem e foram homenageadas, um dia antes do dia delas, com mais um show do Cruzeiro. A Raposa não tomou conhecimento da URT e impôs um tranquilo 3 a 0, em partida válida pela décima rodada do Campeonato Mineiro e de destaque especial para o inspirado Sóbis, diretamente envolvido em todos os gols celestes.

Com 28 pontos, o time celeste está agora a uma vitória de igualar o recorde de melhor campanha dentro do atual modelo de disputa do Mineiro, adotado desde 2005, que pertence ao Cruzeiro de Marcelo Oliveira, em 2013, que somou 31 pontos.

O jogo

Lugar de mulher é no Mineirão. E elas provaram isso na noite de ontem. Com mais de 15 mil entradas distribuídas para o público feminino, o Gigante da Pampulha viveu uma atmosfera especial, perceptível e audível a cada ataque do Cruzeiro. Saíram os 'Uhhhh' dos marmanjos e entraram os gritos das mulheres, literalmente quebrando o silêncio, como destacava a campanha celeste. Mais do que sinônimo de respeito, elas marcaram território e explodiram em festa ao verem Sóbis, logo aos 17 min, emendar um chutaço após disputa de bola de Thiago Neves. Terceiro gol do agora vice-artilheiro celeste na temporada.

Estava aberta a contagem em um primeiro tempo amplamente dominado pela Raposa, Mesmo com um time alternativo, os comandados por Mano mostraram entrosamento e encurralaram a equipe de Patos. Aos 23 min, foi a vez de Sóbis virar garçom, dando uma assistência precisa para Arrascaeta fazer o segundo.

Coube a Thiago Neves, aos 41 min, fazer o terceiro após bela enfiada de quem? Sóbis! Uma noite inspiradíssima do camisa 7, que pulou para a liderança das assistências da Raposa em 2018. No segundo tempo, a Raposa fez valer a vantagem e só administrou o resultado. Deu tempo ainda para o lateral-direito Ezequiel retornar aos gramados, fazendo assim seu primeiro jogo em 2018. O jogador se recuperou de uma cirurgia de hérnia.  (Superfc)

 

Publicidade