Cruzeiro ataca carências do elenco para Série B e inicia transição com reforços para 2023

Esportes

Cruzeiro ataca carências do elenco para Série B e inicia transição com reforços para 2023

11:05 | 01 de agosto

O Cruzeiro cumpriu com o planejamento do início da temporada e foi firme ao mercado na busca por reforços na janela de transferências do meio do ano. Buscou jogadores para ocupar carências do elenco para a Série B, ao mesmo tempo que iniciou a transição do grupo também pensando em 2023.

Luís Felipe, Pablo Siles, Chay, Marquinhos Cipriano e Bruno Rodrigues foram contratados, além de Stênio, que retornou de empréstimo ao Torino da Itália. O Cruzeiro ainda está próximo de anunciar Wesley Gasolina e tenta também a contratação do centroavante Lincoln, ex-Flamengo.

 

Todos esses nomes se encaixam em ajustes do elenco para o restante da Série B, identificados durante o Mineiro e o início da competição nacional. Não por acaso chegaram e já estrearam – com exceção a Marquinhos Cipriano, que será inscrito a partir desta segunda-feira. Siles e Bruno Rodrigues, neste momento, são titulares.

Mas o Cruzeiro também buscou essas contratações como uma forma de iniciar o planejamento para 2023. A possibilidade de contratos mais longos aconteceu em função do acesso encaminhado à elite. Somente Siles e Chay, entre os citados, têm contrato apenas até o final desta temporada. O meia chegou com valor do passe fixado.

Vale lembrar que a gestão de Ronaldo segue com a política de contenção de gastos. Por isso buscou nomes de baixo custo e também providenciou saídas do elenco, visando abertura de espaço na folha salarial.

 

A tendência é de que, se houver acerto com a dupla revelada pelo Flamengo, o Cruzeiro feche o elenco pensando no restante da temporada. No entanto, a diretoria segue atenta a situações de mercado, não descartando chegada de nomes considerados como "oportunidades".

 

 

(Fonte:Globo Esporte/Foto:Fernando Moreno/AGIF)

Publicidade