Acidente com ônibus na região do Barreiro deixa cinco mortos e 18 feridos

Outras notícias

Acidente com ônibus na região do Barreiro deixa cinco mortos e 18 feridos

23:45 | 13 de fevereiro

 

Um grave acidente com um ônibus da linha 305 (Estação Diamante-Mangueiras) deixou cinco mortos e 18 feridos, na noite desta terça-feira (13), no bairro Mangueiras, região do Barreiro. Os mortos são quatro mulheres, além do motorista, segundo o Corpo de Bombeiros. Ele foi identificado como Márcio João de Carvalho, de 59 anos. 

De acordo com a corporação, o motorista do coletivo teria perdido o controle da direção na altura da rua José Luiz Raso, número 15, e caído dentro de um córrego.  A primeira hipótese do acidente seria um problema mecânico nos freios do coletivo, mas as causas estão sendo investigadas.

O morador Pedro Moreira, de 21 anos, conta que a tia enfermeira ajudou no resgate e enumerou 14 feridos e os cinco óbitos. "Um dos mortos é o motorista", reforça o jovem, que aponta a falta de cobradores como uma das causas do acidente. Os moradores temem que o motorista possa ter se distraído, perdendo o controle do veículo. 

Ainda segundo os bombeiros, as cinco vítimas estariam na parte da frente do ônibus, que foi o ponto mais atingido pelo impacto ter sido frontal. Os corpos ficaram no veículo até a chegada de uma equipe de perícia e rabecão, por volta das 21h.

Quatro das 18 vítimas, sendo dois homens e duas mulheres, estão em estado grave, sendo que um da vítimas - um adolescente de aparentes 15 anos, segundo o Samu, chegou a ter um braço amputado. Ainda de acordo com os socorristas outra adolescente teve traumatismo craniano e estava em estado graves. Os feridos que inspiram mais cuidados foram levados para o Hospital João XXIII.

Segundo o médico responsável pelo Samu, Alex Sander Telles, duas vítimas tiveram de ser entubadas no próprio local. Sete vitimas foram socorridas pelos moradores e não necessitaram de atendimento médico. Já as demais vítimas foram levadas para os hospitais João XXIII, Odilon Behrens e Risoleta Neves.

Cerca de 25 bombeiros, polícia e 15 guarnições do Samu trabalharam no local no resgate às vítimas. Dezenas de moradores foram até o local, mas a PM cercou o trecho onde o ônibus caiu.

Até a noite, o ônibus permanecia no local e a retirada depende de técnicos da Bhtrans que avaliarão se teriam aguardar quando o dia estiver claro. (Hoje em Dia)

 

Publicidade